Como escolher a estação de retrabalho ideal para sua assistência técnica

 Saber como escolher a estação de retrabalho ideal para sua assistência técnica é uma tarefa muito importante. Por isso, precisamos estar atentos a alguns detalhes para fazermos a escolha certa.

Sem dúvidas, a estação de retrabalho é um equipamento que não pode faltar na bancada do técnico em manutenção. Ela é a peça central para realizar os trabalhos de soldagem e dessoldagem de componentes.

Então, continue lendo para saber como escolher a estação de retrabalho ideal e acertar na sua decisão!

Para que serve a estação de retrabalho

Com suas ferramentas, a estação de retrabalho permite realizar o trabalho de soldagem e de remoção de soldas. Essas estações são indispensáveis para os profissionais da assistência técnica. Com controle preciso de temperatura e alta precisão do ferro de solda, é possível realizar trabalhos bastante delicados.

Nesse sentido, a estação de retrabalho é composta por 3 grandes componentes:

  • Estação de trabalho: é onde se encontra a fonte de energia, compressor de ar quente, o painel de controle. É a peça central, onde as demais serão conectadas.
  • Ferro de solda: é a ferramenta para ser utilizada no momento da soldagem, como se fosse uma caneta em que a ponta é utilizada para derreter as ligas metálicas e realizar o trabalho de soldagem;
  • Soprador de ar quente: com o soprador é possível realizar dessoldagem ao derreter as ligas com o ar quente.

Como escolher a estação de retrabalho ideal

Certifique a qualidade do produto para escolher a estação de retrabalho ideal

Para ter segurança na escolha, opte por modelos que possuem selos de qualidade e garantia. No Brasil, um dos principais certificados é o selo INMETRO. Internacionalmente, possuir certificação ISO 9001 atesta que o produto passou nos testes.

Nesse sentido, essas certificações te darão mais tranquilidade ao saber que passaram por testes rigorosos de qualidade. Assim, você tem mais segurança de estar levando um equipamento que funcionará corretamente, será duradouro e é seguro para utilizar.

Tipo de ferro de solda e manopla de ar quente

O ferro de solda do tipo lápis são os mais comuns nas assistências técnicas. Ele possui uma ótima ergonomia para os diversos tipos de trabalhos. Além de ser fácil de se acostumar com ele. É o modelo ideal para trabalhar com manutenção de celulares, por exemplo.

Também há o tipo pistola, que aquece mais rápido e, por isso, não são ideias para trabalhos delicados.

O ferro de solda possui uma característica muito importante na hora de escolher a estação de retrabalho ideal. Sua ponta pode ter diferentes formatos. 

  • Ponta agulha: são ideais para trabalhos delicados, como soldagem de capacitores;
  • Ponta cônica: mais populares, oferecem uma ótima versatilidade para diferentes possibilidades de trabalho; 
  • Ponta fenda: para trabalho com componentes maiores, como fios elétricos.

Essas pontas são substituíveis e podem ser compradas separadamente. Assim, o mesmo ferro de solda pode realizar diferentes tipos de trabalhos.

A manopla de ar quente também deve ser observada sobre os aspectos de temperatura mínima e máxima, diâmetro do bico e níveis de temperatura. Para trabalhos delicados, bicos menores são recomendados. A temperatura do ar deve seguir a mesma lógica do ferro de solda.

Observe a potência e temperatura máxima do ferro de solda

A potência e a temperatura máxima que o ferro poderá atingir são interligadas. Assim, quanto mais potente, maior a temperatura.

Contudo, esteja atento ao tipo de trabalho que será realizado e nos tipos de ligas que serão utilizadas. Assim, não esqueça de pesquisar as temperaturas necessárias para trabalhar com cada tipo de liga metálica e os níveis de calor seguros para o tipo de trabalho em questão. 

Enquanto o ferro de solda sempre trabalha na potência máxima, as estações de retrabalho oferecem a flexibilidade de poder modular a potência conforme a necessidade.

Durante a escolha da estação, opte por modelos com ampla variação de temperatura. Em geral, a faixa mais comum é de 200 a 480ºC, o que é suficiente para a maioria dos serviços.

Para melhor controle da temperatura, escolha pelas estações de retrabalho digitais.

Confira se a estação possui voltagem compatível

Assim como qualquer aparelho eletrônico, não esqueça de conferir se a voltagem da estação de retrabalho é compatível com a rede elétrica da sua região.

É mais fácil encontrar modelos que sejam 220v ou 110v, mas também é possível encontrar estações bivolt. Escolher a estação na voltagem certa é fundamental para que ela trabalhe corretamente e evite danificar o equipamento.

Acessórios da estação de retrabalho

O suporte para o ferro de solda é um acessório básico que acompanha a maioria das estações de retrabalho. Esse suporte é fundamental para o dia a dia, permitindo repousar o ferro de solda enquanto não está em uso, evitando acidentes ou danificar o equipamento.

Enquanto isso, há outros acessórios como pinças para remoção de solda, recipiente para esponja vegetal ou metálica para limpeza, diferentes modelos de pontas, entre outros.

É na Xinabi que você escolhe a estação de retrabalho ideal para sua assistência!

Enfim, agora você sabe exatamente como escolher a estação de retrabalho ideal para sua assistência técnica. Com certeza, seu processo de compra será muito mais tranquilo ao utilizar as dicas deste artigo. 

Na hora de comprar sua estação, não deixe de conferir as ofertas da Xinabi em nossa loja oficial! É aqui que você encontra tudo que sua assistência técnica precisa! Aproveite as melhores condições e frete grátis para entregas em São Paulo!